ÁREA DO ASSINANTE
  Esqueceu sua senha?  

Para Dnit, sistema gerou economia de quase R$ 1 bi

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) minimizou a frustração de metas para a queda de preço em contratações feitas exclusivamente pelo Regime Diferenciado de Contratação (RDC). Por meio de nota, a autarquia ligada ao Ministério dos Transportes informou que, em 2013, obteve economia total de quase R$ 1 bilhão em suas licitações, incluindo o resultado das modalidades RDC e pregão. "O Dnit economizou um montante considerável para os cofres públicos", diz a nota.

 

Com orçamento de R$ 14 bilhões para este ano, o Dnit informou que, em 2013, finalizou e homologou 158 licitações em sua sede, em Brasília, considerando "a contagem por número de objetos licitados". Em recente divulgação de dados sobre as contratações, o Dnit divulgou que, em suas superintendências regionais, 336 licitações foram finalizadas, chegando a um total de 494 concorrências, "o que corresponde a mais de uma licitação realizada por dia".

 

O orçamento estimado para as licitações na sede foi de R$ 8,1 bilhões no ano passado. Ao término dos certames, segundo o órgão, foi obtido um valor de R$ 7,5 bilhões, com desconto de 6,78 % sobre o valor original, "gerando uma economia de R$ 549,4 milhões para os cofres públicos".

 

O orçamento previsto para as licitações nas superintendências - R$ 3,7 bilhões - teve custo final de R$ 3,3 bilhões e resultaram em redução de R$ 429,7 milhoes sobre os preços originais, gerando, segundo o órgão, redução de 11,6%. "Somados os valores economizados resultantes dos procedimentos licitatórios realizados no Dnit/sede e superintendências, a autarquia alcançou economia de quase R$ 1 bilhão."

 

(Fonte: VAlor)